O corpo da cantora gospel e pastora Sara Mariano, de 38 anos, foi encontrado carbonizado em uma estrada na região Metropolitana de Salvador. A cantora estava desaparecida desde o dia 24 de outubro.
A irmã de Sara divulgou nas redes sociais que estava de luto pela irmã e questionou o motivo da tragédia. Segundo relatos, no dia 24 de outubro, Sara saiu de casa para participar de um encontro entre mulheres em Salvador, mas não retornou.
Câmeras de segurança registraram Sara deixando a residência que dividia com o marido e entrando no carro do casal, porém, não é possível identificar quem estava dirigindo o veículo. O marido, Ederlan Mariano, produtor musical, afirma não saber para onde a esposa estava indo naquela noite. Familiares de Sara expressaram desconfiança em relação à versão do marido.
Uma das possibilidades para explicar a saída de casa seria um convite para visitar uma igreja não identificada. Um motorista teria buscado Sara em sua residência, e durante o trajeto, ela gravou alguns vídeos antes de desaparecer.
O caso está sendo investigado pela Delegacia de Proteção à Pessoa. A Polícia busca elucidar os fatos e encontrar os responsáveis por esse crime chocante.
Sara Mariano era uma pastora e cantora gospel conhecida, casada com Ederlan Mariano e mãe de uma filha de 11 anos. Ela também era conhecida por comandar a “TV Shalom”, um canal na internet com mais de 256 mil inscritos, onde produzia conteúdo voltado para o público evangélico. A morte trágica da cantora deixou familiares, amigos e fãs consternados, enquanto a investigação busca respostas para esse terrível acontecimento.

Se é Notícia, #tanojornaldopovo