O empresário e motorista do Porsche, Fernando Sastre de Andrade Filho, de 24 anos, foi transferido na madrugada deste sábado (11) para o presídio de Tremembé, localizado no interior paulista. A transferência ocorreu após o pedido de habeas corpus da defesa de Fernando ser negado por unanimidade pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça).
Fernando se entregou às autoridades na última segunda-feira (6) e estava preso preventivamente no Centro de Detenção Provisória 2 de Guarulhos, na Grande São Paulo. A decisão do STJ determinou que o empresário fosse encaminhado para o presídio de Tremembé.
De acordo com a Secretaria da Administração Penitenciária, Fernando deu entrada no presídio à 0h45 deste sábado. Em nota, os advogados do empresário afirmaram que a transferência foi apenas o cumprimento da determinação do STJ, visando garantir sua integridade física e moral.
O caso envolve a morte do motorista de aplicativo Ornaldo da Silva Viana, de 52 anos, causada pelo empresário. Segundo a perícia, Fernando estava dirigindo a 156 km/h, enquanto Ornaldo trafegava a 40 km/h no momento do acidente, ocorrido em 31 de março.
Na última quinta-feira (9), a Justiça de São Paulo condenou Fernando a pagar dois salários mínimos por mês (R$ 2.824) à família do motorista. A defesa da família havia solicitado uma pensão no valor de cinco salários mínimos (R$ 7.060), enquanto o Ministério Público de São Paulo defendeu o pagamento de três salários (R$ 4.236).

Se é Notícia , #tanojornaldopovo