Na segunda-feira, 01 de julho, Marcos Antônio Oliveira Batista foi preso em flagrante por estelionato ao tentar enganar uma clínica odontológica em Cruzeiro do Sul, no Paraná. O suspeito apresentou um comprovante de PIX falso como forma de pagamento.
A vítima, ao reconhecer a foto de Marcos, o denunciou por envolvimento em outros golpes. Diante das evidências, a Polícia Civil de Paranacity converteu o flagrante em prisão preventiva.
Ao ser abordado pelas autoridades, Marcos apresentou um documento falso de diácono. Segundo a Arquidiocese, ele teria falsificado uma Ata de Ordenação Diaconal de 2020, com a assinatura de autoridades eclesiásticas. No entanto, a entidade afirmou não ter conhecimento de qualquer oficialidade para a realização desse sacramento no território da Arquidiocese de Brasília. Além disso, a celebração eucarística na Catedral Metropolitana, onde o título teria sido oficializado, não ocorreu.
A Arquidiocese declarou desconhecer qualquer ligação com o indivíduo mencionado e está tomando as medidas necessárias para corrigir as informações falsas e preservar a integridade de sua comunidade.
As autoridades continuam investigando o caso para esclarecer todos os detalhes e possíveis envolvimentos de Marcos em outros crimes. É importante destacar a importância de estar atento a golpes e fraudes, verificando cuidadosamente a veracidade de documentos e informações antes de realizar qualquer transação financeira.
Fonte: Rádio Itatiaia

Se é Notícia , #tanojornaldopovo